DRC Turismo - Viaje com quem gosta de viajar!

Pesquisar neste blog

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

MSC Cruzeiros e Fincantieri anunciam acordo para a construção de dois navios Seaside EVO e celebram a entrega do segundo meganavio em um período de seis meses

(MSC Cruzeiros, 29/11/2017)


Nessa quarta-feira, dia 29 de novembro, no estaleiro Fincantieri, em Monfalcone, na Itália, a MSC Cruzeiros recebeu oficialmente seu novo e revolucionário navio, o MSC Seaside. A cerimônia contou com a presença de Sergio Mattarella, presidente da República Italiana, Graziano Delrio, ministro italiano de Infraestrutura e dos Transportes, bem como outras autoridades.

Esse foi o segundo novo transatlântico entregue neste ano e, no evento, a armadora e o Fincantieri também assinaram a encomenda de dois navios Seaside EVO, uma evolução do protótipo do Seaside, que representam um investimento total de 1,8 bilhão de euros.

"O início das operações do MSC Seaside representa um importante marco na história e no futuro da nossa empresa, e também incorpora um momento crucial para a indústria. Ele é o primeiro navio do quinto protótipo que colocamos em operação e introduz um produto totalmente inovador, estabelecendo um novo padrão no setor. A geração Seaside foi projetada para aproximar os hóspedes do mar e operar em águas ensolaradas, além de ultrapassar os limites da tecnologia marítima com foco nos viajantes", comenta Pierfrancesco Vago, presidente executivo da MSC Cruzeiros.

"À medida que nos aproximamos do final de 2017, olhamos para o último ano e celebramos um crescimento sem precedentes da nossa capacidade. Com o início das operações de dois dos mais novos e inovadores navios da indústria em seis meses, e com a adição de duas embarcações Seaside EVO ao nosso plano de investimento, estamos melhores posicionados para expandir ainda mais nossa operação global. Esperamos a entrega de, pelo menos, um novo navio a cada ano até 2026, com seis inaugurações entre 2017 e 2020", completou o executivo.

"Estamos orgulhosos de ter realizado um projeto tão importante: um navio, para um novo cliente, o maior já construído na Itália. Isto demonstra não só a nossa capacidade de atender às necessidades dos armadores, mas também o extraordinário nível operacional que o Fincantieri atingiu. Destaco também que o "Seaview", navio-gêmeo do "Seaside", será entregue em apenas seis meses, neste mesmo estaleiro", afirmou Giuseppe Bono, CEO do Fincantieri. "Acreditamos ter construído um navio altamente inovador com a MSC. Ele representa um novo salto de qualidade tecnológica. Esse marco nos permitiu ganhar a fidelidade do cliente com a encomenda de dois novos transatlânticos, o que, novamente, será uma evolução real", acrescentou Bono.   

Com o novo acordo entre a MSC Cruzeiros e o Fincantieri, o espaço inicialmente reservado para o terceiro navio da geração Seaside, com entrega prevista para 2021, foi substituído pela construção do primeiro dos dois navios Seaside EVO. O segundo tem entrega prevista para 2023.

Além de oferecer ainda mais espaço, os navios Seaside EVO serão maiores, terão mais cabines, um Yacht Club ampliado - com um deck adicional e suítes mais amplas - e hospedarão até 5.646 hóspedes. Assim como a geração Seaside, eles serão equipados com a mais recente e avançada tecnologia ambiental, incluindo um sistema de Redução Catalítica Seletiva (SCR); um avançado sistema tecnológico para controle de emissões ativas, que reduz significativamente o óxido de nitrogênio (NOx) transformando-o em nitrogênio inofensivo (N2) e água; tecnologia de limpeza de gases de escape (EGC), para atender aos regulamentos de exaustão mais rigorosos nas áreas portuárias e operacionais; os mais avançados sistemas de gestão e reciclagem de resíduos; sistemas inovadores de tratamento de água, os quais vão além das normas regulatórias e atendem aos mais altos padrões da indústria; e um sistema avançado de recuperação de energia e calor.

Estas embarcações contarão ainda com o que há de mais atual em termos de dispositivos para economia de energia e todas as áreas serão equipadas com iluminação LED. Os navios serão ultra-hidrodinâmicos graças às linhas de casco optimizadas, hélices e lemes, combinados com a pintura anti-incrustante. Com isso, a resistência das ondas será ainda mais reduzida, o que resultará em um consumo mais eficiente de combustível.

Com os novos navios, o atual plano de expansão da empresa, sem precedentes na indústria, passará a incluir 12 novas embarcações a serem construídas até 2026, representando um investimento global de 10,5 bilhões de euros.

Durante a cerimônia de entrega do MSC Seaside, que homenageou uma secular tradição marítima, Roberto Olivari, diretor do estaleiro Fincantieri, entregou a Pier Paolo Scala, comandante do novo navio, uma ampola com as primeiras águas que tocaram o casco quando o transatlântico flutuou no início deste ano. Após o encerramento do evento, a embarcação partiu para Trieste. De lá, seguirá com destino a Miami para sua cerimônia de inauguração, que acontecerá no dia 21 de dezembro.

O MSC Seaside, primeiro navio da geração Seaside, é um protótipo completamente novo que estabelece novos e inovadores limites na construção e no design de navios. Com 153.516 toneladas e capacidade para 5.119 hóspedes, é o segundo transatlântico recém-construído a integrar a nova geração da frota MSC Cruzeiros e o primeiro a ser entregue pelo Fincantieri. Ele realizará itinerários partindo de Miami e fará seu primeiro cruzeiro pelo Caribe, visitando diversos destinos pelo leste e oeste da região.

Depois do MSC Seaside, o MSC Seaview será inaugurado em junho de 2018, para sua temporada inaugural no Mediterrâneo. Durante a cerimônia de entrega, Vago anunciou que o evento de inauguração do MSC Seaview será realizado em Civitavecchia, na Itália, no dia 02 de junho do próximo ano.

Principais características do MSC Seaside
  • Comprimento/largura/altura: 323,3m/41m/72m
  • Tonelagem: 153.516
  • Hóspedes: 5.119 
  • Tripulação: 1.413
  • Velocidade máxima: 21,3 nós
  • Navio da frota MSC Cruzeiros
  • 14º navio a integrar a frota da MSC Cruzeiros desde 2003
  • Primeiro navio da geração Seaside
  • Irmão-gêmeo: MSC Seaview
  • Data de entrega: 29 de novembro de 2017
  • Cerimônia de inauguração: Miami, Florida, 21 de dezembro de 2017
  • Área de operação: Caribe 
  • Horas de trabalho para a construção do navio: 10 milhões
  • Número de colaboradores do Fincantieri envolvidos no projeto: 4 mil 

Principais características do Seaside EVO
  • Comprimento/largura: 339m/41m
  • Tonelagem: 169.380
  • LSA: 7.280
  • Entrega: 2021, 2023

Sobre o comandante Pier Paolo Scala

O comandante Scala é um oficial altamente experiente, que viajou por todo o mundo e detém um vasto conhecimento marítimo a bordo de navios de cruzeiro e petroleiros. Ele se juntou à MSC Cruzeiros em 2011 e foi nomeado comandante do MSC Opera. O capitão Scala tem uma profunda experiência técnica em sistemas de propulsão e desde que iniciou na companhia, comandou diversos navios das gerações Lirica, Musica e Fantasia.

Sobre a MSC Cruzeiros (www.msccruzeiros.com.br)

A MSC Cruzeiros é a companhia de cruzeiros número um do segmento na Europa e na América do Sul, e navega o ano todo pelo Mediterrâneo e pelo Caribe. Seus itinerários sazonais incluem destinos pelo Norte da Europa, Oceano Atlântico, Cuba e as Antilhas Francesas, América do Sul, Sul da África e Abu Dhabi, Dubai e Sir Bani Yas. Em 2014, a MSC Cruzeiros anunciou um plano de investimento para a segunda fase de sua expansão por meio da encomenda de dois navios da geração Meraviglia e outros dois da geração Seaside. E, em fevereiro de 2016, confirmou o pedido para a construção de mais duas embarcações denominadas Meraviglia-Plus, com capacidades ainda maiores. Em abril de 2016 este investimento passou a 9 bilhões euros com o anúncio da carta de intenção para a construção de mais quatro navios, equipados com tecnologia de ponta para propulsão a GNL. Em novembro de 2017, a companhia confirmou a reserva do estaleiro até 2021 e assegurou uma segunda reserva em 2023 para dois navios Seaside Evo, resultando em um plano de investimento total de 10 bilhões de euros. A MSC Cruzeiros é a primeira companhia de cruzeiros global a desenvolver um plano de investimento desta importância e magnitude, que, entre 2017 e 2020, terá entregue seis novos navios.

A experiência da empresa incorpora o estilo elegante do Mediterrâneo para criar emoções únicas e inesquecíveis para os seus hóspedes, por meio da descoberta das culturas, belezas e sabores de todo o mundo. Sua frota contempla 14 modernos navios: MSC Seaside, MSC Meraviglia, MSC Preziosa; MSC Divina; MSC Splendida; MSC Fantasia; MSC Magnifica; MSC Poesia; MSC Orchestra; MSC Musica; MSC Sinfonia; MSC Armonia; MSC Opera e MSC Lirica. A MSC tem muito respeito pelo ambiente em que atua e foi a primeira a conquistar o "7 Golden Pearls", do Bureau Veritas, por sua incomparável gestão ambiental. Em 2009, a companhia iniciou uma parceria duradoura com o UNICEF para apoiar vários programas de assistência à criança em todo o mundo e, até hoje, mais de 7 milhões de euros foram arrecadados com a doação voluntária de seus cruzeiristas.

Sobre o Fincantieri (www.fincantieri.com)

Fincantieri é um dos maiores grupos de construção naval do mundo e o número um pela diversificação e inovação. É líder em design e construção de navios de cruzeiro e uma referência em todos os setores da indústria de construção naval de alta tecnologia, de embarcações navais a offshore, de navios e balsas especiais de alta complexidade para megaiates, reparos e conversões de navios, produção de sistemas e componentes e serviços pós-venda.  

Baseado em Trieste, na Itália, o Grupo já construiu mais de 7.000 embarcações em mais de 230 anos de história marítima. Com mais de 19.400 funcionários, dos quais mais de 8.200 na Itália, e 20 estaleiros em 4 continentes, hoje o Fincantieri é líder ocidental na construção de navios. Tem entre seus clientes os principais operadores de cruzeiros, a Marinha italiana e a Marinha dos Estados Unidos, além de várias marinhas estrangeiras, e é parceiro de algumas das principais empresas europeias de defesa em programas supranacionais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário