DRC Turismo - Viaje com quem gosta de viajar!

Pesquisar neste blog

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Cruzeiro do Pantanal: uma rica experiência para quem deseja fugir dos roteiros tradicionais (1a parte)

(Daniel R.Carneiro, Cruising online / DRC Turismo, 11/12/2017; fotos: Daniel R.Carneiro)


Navio fluvial MS Cayamã, da JoiceTur
Cansado dos roteiros de sempre - visitando destinos que você já conhece de cor -, das longas filas para embarcar e fazer suas refeições, ou das piscinas e bares lotados dos grandes navios? Que tal embarcar em um pequeno e confortável navio com pouco mais de vinte cabines, apreciando de perto a natureza com toda a sua autenticidade, experimentando pratos da gastronomia regional preparados com esmero, com um serviço "all-inclusive" (que oferece não apenas consumação livre no bar e restaurante como todos os passeios e excursões previstos no roteiro)? Esta novidade já existe e é resultado da parceria entre a operadora especializada em cruzeiros fluviais Transmundi e a JoiceTur, empresa com sede em Corumbá - MS conhecida por oferecer cruzeiros para praticantes da pesca esportiva. Cruising online esteve a bordo do navio MS Kayamã, embarcando no primeiro cruzeiro ecológico realizado por essas duas empresas e que tem tudo para se tornar um sucesso nos mercados nacional e internacional.

Corumbá - MS
O pacote inclui o bilhete aéreo de ida e volta do Rio de Janeiro ou São Paulo para Campo Grande - MS e transfer rodoviário para Corumbá, a "capital" do Pantanal Sul-Matogrossense. Como pretendíamos aproveitar a ocasião para conhecer também a região de Bonito, optamos por não embarcar com o grupo, chegando a Campo Grande alguns dias antes e juntando-nos a ele já em Corumbá, onde pernoitamos no Nacional Palace Hotel (eleito o melhor da cidade pelos usuários do site TripAdvisor).

O simpático tucano, um típico habitante da região
Centro histórico de Corumbá
A programação tem início com um city tour por Corumbá, percorrendo alguns de seus principais pontos turísticos, como o Museu de História do Pantanal, o espaço cultural Estação Natureza Pantanal (mantido pelo Grupo Boticário) e o Cristo do Rei do Pantanal - versão pantaneira da famosa estátua do Cristo Redentor do Rio de Janeiro, seguido de almoço em uma das principais churrascarias da cidade.

Cristo-Rei do Pantanal
Em seguida, o tour atravessa a fronteira com a Bolívia, com uma escala para compras em Puerto Aguirre e Puerto Quijarro (onde há diversas lojas de eletrônicos e perfumaria que, à primeira vista atraem a curiosidade do turista brasileiro mas cujos preços, se comparados aos do Brasil (com raras exceções) não chegam a ser tão vantajosos. Compras à parte, a escala vale como uma oportunidade de uma rápida visita ao país vizinho.

Chegada a Puerto Aguirre, na Bolívia
Parada para compras em Puerto Aguirre, Bolívia



Embarcando no MS Kayamã

MS Kayamã no porto turístico de Corumbá
MS Kayamã no porto turístico de Corumbá
Após cruzar de volta a fronteira, é chegado, finalmente, o momento de embarque na maior e mais nova embarcação da JoiceTur, o navio fluvial MS Kayamã. O navio é dedicado a nosso roteiro ecológico de três noites, por enquanto, apenas durante o período da Piracema (desova dos peixes na região), que tem início em novembro. No restante do ano, o barco é utilizado em cruzeiros para entusiastas da pesca esportiva, seguindo outro roteiro e com duração de cinco noites.

O comandante apresenta sua tripulação
Os passageiros são, então, recepcionados pela equipe da Transmundi e da JoiceTur, com uma palestra sobre o navio, o roteiro e procedimentos de segurança, seguida de um coquetel de boas vindas e a apresentação da tripulação e dos guias que acompanharão os hóspedes nos diversos passeios de barco pela região. Tem início, então, a navegação pelo rio Paraguai, animada por um músico que toca canções regionais e românticas até o por do sol.





Por dentro do MS Kayamã

O MS Kayamã conta com 25 cabines para dois passageiros cada - todas externas - divididas em dois decks (as do deck superior possuem varanda privativa), um amplo salão com restaurante, além de sala de jogos, sala de TV, elevador, um bar ao ar livre no deck das piscinas (são três, uma delas estrategicamente posicionada junto ao balcão do bar) e academia. Nos decks das cabines há também espaçosas lounges. Confira como é o navio nas imagens abaixo!

Salão principal no 3o deck
Salão principal no 3o deck



Restaurante no salão principal, no 3o deck

Sala de TV

Sala de jogos

Lounge junto às cabines do 1o deck

Lounge junto às cabines do 2o deck

Elevador

Uma das três piscinas do navio

Uma das três piscinas do navio

Bar no deck das piscinas (4o deck)

Bar no deck das piscinas (4o deck)

Espreguiçadeiras junto às piscinas

Academia no deck das piscinas

Ampla varanda ao redor do 3o deck

Ampla varanda ao redor do 1o deck

Ampla varanda ao redor do 3o deck
As cabines do MS Kayamã têm decoração rústica, toda em madeira, com confortáveis camas queen size e banheiro com o box do chuveiro surpreendentemente mais espaçoso que os dos cruzeiros marítimos que estamos acostumados a fazer.

Cabine externa sem varanda

Cabine externa sem varanda

Banheiro da cabine, com um amplo box

Primeira noite: festival gastronômico e jacarés

O chef Rudnei (carinhosamente apelidado Coto por seus colegas) apresenta suas criações
Engana-se quem imagina que um cruzeiro ecológico seja tedioso, com longas horas apenas para relaxar e apreciar a paisagem pelas varandas de sua cabine ou das áreas comuns do navio. O "pontapé inicial" para a primeira noite a bordo foi dado pelo chef Rudnei e sua equipe, com um rico festival gastronômico dedicado aos peixes típicos da região que inclui algumas iguarias exóticas como um sushi de piranha.




Após o jantar, partimos em uma expedição noturna, em lanchas, para avistamento de jacarés!

Saída noturna para observação de jacarés

Jacaré de papo amarelo, um dos muitos avistados durante o passeio

De volta ao navio, para o merecido descanso, pois a aventura continua amanhã!

Clique aqui para visualizar a segunda parte deste artigo, com a expedição em veículos 4x4 pela rodovia Transpantaneira, visita à Fazenda São João e passeios de barco pelos rios do Pantanal.



Esta reportagem contou com o apoio da







Cruzeiro do Pantanal: uma rica experiência para quem deseja fugir dos roteiros tradicionais (2a parte)

(Daniel R.Carneiro, Cruising online / DRC Turismo; fotos: Daniel R.Carneiro, Cruising online)



Segundo dia: a aventura está só começando!

O segundo dia a bordo começa cedo: temos que estar de pé às 6h da manhã, pois às 7h partimos em um "safari fotográfico" pela rodovia Transpantaneira - estrada de terra que atravessa parte do Pantanal Sul-Matogrossense. O MS Kayamã atraca à margem do rio Paraguai, onde já nos esperam veículos 4x4 que nos levarão à Fazenda São João, não sem antes apreciarmos pelo caminho as ricas fauna e flora pantaneiras.















A próxima escala é a Fazenda São João, em Nhecolândia, onde pode-se viver a experiência de uma fazenda pantaneira, com passeios a cavalo, caminhadas ou um trenzinho puxado a trator percorrendo a propriedade, onde podem ser vistos mais animais da região. Após os passeios, uma pausa para almoço e descanso, antes de retornarmos ao barco.

















Cumprido mais um dia de expedição, é hora de tomar o longo caminho de volta ao barco, encontrando pela frente mais algumas típicas cenas pantaneiras, como o transporte de um rebanho de bovinos entre fazendas!




Clique aqui para visualizar a primeira e aqui para a terceira e última parte deste artigo, com um passeio de lancha pelos rios Paraguai e Negro, um almoço em plena mata e um recital de cordas ao entardecer.



Esta reportagem contou com o apoio da